Contribuição Sindical vence no dia 31. Não deixe de colaborar com o segmento!

24 de Janeiro de 2018 às 10:23

Termina no dia 31 de janeiro, o prazo para que todas as empresas, filiadas ou não, façam o recolhimento da Contribuição Sindical. O pagamento está previsto no art. 578 e seguintes da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT). A contribuição não é uma despesa extra, mas sim o combustível que impulsiona o segmento rumo a novas conquistas.

Atualmente, a Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores (Fenavist) e os sindicatos filiados a ela representam cera de 2.500 empresas em todo Brasil. A Contribuição Sindical é uma das principais financiadoras das ações promovidas pela Federação, como o assessoramento jurídico e econômico aos sindicatos filiados; a produção de estudos, levantamentos e pesquisas de interesse do setor entre outras.

Possibilita também que a Federação mantenha a estrutura necessária para promover a modernização do segmento por meio da realização de seminários, palestras, workshops, participação em feiras. A Contribuição Sindical ainda permite que a entidade mantenha canais de comunicação com informações, dados e orientações fundamentais para as empresas do setor.

Além disso, Fenavist e Sindicatos realizam a negociação coletiva, atuam fortemente nas Casas Legislativas, em todas as esferas de governo, visando a melhora dos setores representados. Da mesma forma, lutam pela aprovação do Estatuto da Segurança Privada e pela redução da carga tributária, o que favorecerá um ambiente de negócios mais propício ao pleno desenvolvimento das empresas no Brasil.

As entidades criam e oferecem produtos e serviços indispensáveis às empresas, proporcionando assistência jurídica aos associados, planos de assistência odontológica, crédito consignado, seguro de vida obrigatório e vários benefícios sociais.

Mas sem investimentos nada disso seria possível. A Contribuição Sindical serve para manter e fortalecer a estrutura sindical, garantindo que ela continue exercendo o seu papel. Sem o recolhimento as entidades sindicais patronais ficam impossibilitadas de desenvolver ações e investir em representatividade, produtos e serviços.

Os benefícios não ficam restritos a um grupo de empresários, elas estendem-se a toda categoria de empresas enquadradas na atividade econômica. Por força de lei, elas são estendidas a todas as empresas que fazem parte da mesma categoria, indistintamente, mesmo que não sejam sindicalizados.

Calculado com base no capital social das empresas, os recursos da Contribuição Sindical são divididos entre o Governo Federal (20%), as Confederações (5%), a Federação do Setor (15%) e aos Sindicatos (60%).

Em caso de dúvida, entre em contato com o Departamento Financeiro da Fenavist pelo e-mail financeiro@fenavist.org.br ou pelo telefone (61) 3327-5440.

Ascom/Fenavist